Pesquisa Google

9 de fev de 2012

Já foi

Eu sempre quis fazer você feliz
Às vezes me deixava pra outra hora
Eu sempre quis falar o que eu sentia
Mas dessa vez foi o silêncio
Que falou por mim
Eu sempre me esforcei pra te incentivar
Tua falta de caminho me detinha a intenção
Eu sempre te deixei bem à vontade
Mas tua falta de vontade
Me desmotivou
Quer saber?
Já Foi
Vou cuidar
De mim
Quer saber?
Eu quero alguém pra dividir
Gostar de quem gosta de mim
Eu sempre acreditei muito em nós dois
Primeiro em você, depois em mim... Éramos nós
Eu sempre quis fazer a minha parte
Mas você não faz mais parte
Da metade de nós dois

8 de fev de 2012

"(...) Me recordei rapidamente de todas as pessoas e coisas que perdi por ainda não estar preparada para elas, ou por ainda ter muita curiosidade de mundo e dificuldade em ser permanente...

Recordei de amigos e parentes distantes, aqueles que eu sempre deixo pra depois porque moram muito longe ou acabaram se tornando pessoas muito diferentes de mim, sempre penso “mês que vem faço contato com eles”. E se não tiver mês que vem?"


Tati Bernardi


Então você está confusa com seus sentimentos. Ele apareceu tão de repente na sua vida, com aquele brilho manso no olhar, com aquela meiguice na voz, sem pedir coisa alguma, meio como um Pequeno Príncipe caído de um asteróide. A princípio você nada percebeu de diferente. O susto veio quando você se lembrou das palavras da raposa, explicando ao Pequeno Príncipe o que era ficar cativo: É assim. A princípio você senta lá e eu aqui. Depois a gente vai ficando cada vez mais perto. Os passos de todos os homens me fazem entrar dentro da minha toca. Mas os seus passos me fazem sair.

Antoine de Saint-Exupéry

"Cansei de me sentir sozinha. Cansei de tanta mentira. Cansei dos dias iguais, da rotina. Cansei de mim e de me deixar sempre em última opção. Cansei de procurar meus amigos. Cansei de mentir pra mim, pra ver se dói menos. Cansei de me preocupar com quem não se preocupa comigo. Cansei de sofrer e de acordar indisposta, cansei de sentir o coração bater mais forte, com uma sensação de arrependimento, de erro. Cansei de tudo."


Clarice Lispector
Desculpem, mas preciso lhes dizer: Eu quero o delírio.

Lya Luft
"Até que num belo momento, depois de muito cansaço, depois de muito doer, depois de muita neblina, depois de muita busca, sobretudo, a gente descobre, contente que nem criança diante de novidade, onde o amor estava o tempo todo. Onde estava a chave. Onde estava o alimento. Maravilhados, começamos a cuidar de nós mesmos. Começamos a dedicar carinho e delicadeza a nós mesmos, esses que pensávamos que podiam vir somente dos outros. Descobrimos que o interruptor que faz a vida acender esteve o tempo inteiro no nosso próprio coração."

(Ana Jácomo)
"Não é preciso agendar, entrar em fila, contar com a sorte, acordar cedo para pegar senha: a possibilidade de recomeço está disponível o tempo todo, na maior parte dos casos. Não tem mistério, ela vem embrulhada com o papel bonito de cada instante novo, essa página em branco que olha pra gente sem ter a mínima ideia do que escolheremos escrever nas suas linhas. O que é preciso mesmo é coragem para abrir o presente."

(Ana Jácomo)
"Aponta pra fé e rema." (Dois Barcos - Los Hermanos)
"Estou numa época que prefiro um bom sapato a um homem mais ou menos." (Fernanda Mello)
Todo mundo tem desejo
Que não divide nem com o travesseiro
Um remédio pra amargura
Ou as drogas que vêm com bula

Pitty
Todo mundo tem segredo
Que não conta nem pra si mesmo
Todo mundo tem receio
Do que vê diante do espelho
Eu só quero o começo
Me entedia lidar com o meio
Quero muito, tenho apego
Já não quero e só resta desprezo
Nem sempre ando entre os meus iguais
Nem sempre faço coisas legais
Me dou bem com os inocentes
Mas com os culpados me divirto mais

Pitty - 8 ou 80
Você pode não entender se às vezes fico pelos cantos
Um tanto quieta, recolhida, mergulhada no meu pranto
É que ele me liberta na hora
No momento em que eu boto pra fora
O que já não me serve vai embora
E assim, eu fico leve

Pitty
Então sai, deixa correr
Toda a água contida
Então sai, deixa correr
Toda mágoa velada é água parada
E uma hora transborda
Summer has come and passed
The innocent can never last
Wake me up when september ends
Green Day
Mesmo quando eu não mais estiver
Lembre que me ouviu dizer
O quanto me importei e o que eu senti
Agora, só agora
Talvez você perceba
Que eu nunca vou deixá-lo ir!

Pitty
"Para que se possa sonhar com uma sociedade hamoniosa e justa, necessário se faz que o modelo de proteção do ser humano trazido a lume pela Constituição seja recebido por todos os procedimentos judiciais." (Cristiane Peixoto Queiroga)
"A segurança nas relações jurídicas e a proteção do indivíduo é a essência do Constitucionalismo." (Cristiane Peixoto Queiroga)
"Em cada ação do homem ao se relacionar com outro, está o Direito como um manto protetor." (Cristiane Peixoto Queiroga)
"(...) podemos estabelecer uma separação entre Direito e Justiça, na medida em que o primeiro se contenta com o cumprimento do ato justo, e o segundo exige, além do cumprimento das coisas justas, pleno conhecimento e adesão de vontade, como toda virtude." (BICUDO. A justiça aristotélica. 1989, p. 115)
"Na sua aprente humildade, não era homem para se dobrar a ninguém. O orgulho doia-lhe mais que o estômago. E assim, as oportunidades que apareciam não foram aproveitadas, por inteiro, contribuindo apenas, a cada malogro, para aumentar-lhe o sentimento de revolta, que foi nele, por assim dizer, inato." (Assis Barbosa, 1988)
"A mentira. - Por que, na vida cotidiana, os homens normalmente dizem a verdade? - Não porque um deus tenha proibido a mentira, certamente. Mas, em primeiro lugar, porque é mais cômodo; pois a mentira exige invenção, dissimulação e memória (...)," (Nietzsche)
"Pretensos graus de verdade. - Um dos mais frequentes erros de raciocínio é este: se alguém é verdadeiro e sincero conosco, então ele diz a verdade. Assim a criança acredita nos julgamentos de seus pais, o cristão nas afirmações dos fundadores da Igreja. De igual maneira, não se quer admitir que tudo o que os homens defenderam com o sacrifício da felicidade e da vida, em séculos passados, eram apenas erros: talvez se diga que eram estágios da verdade. Mas no fundo as pessoas acham que, se alguém acreditou honestamente em algo e lutou e morreu por sua crença, seria bastante injusto se apenas um erro o tivesse animado. Tal acontecimento parece contradizer a justiça eterna: eis porque o coração dos homens sensíveis sempre decreta, em oposição a sua cabeça, que entre as ações morais e as percepções intelectuais deve necessariamente existir uma ligação. Infelizmente não é assim: pois não há justiça." (Nietzsche)
Como já dizia Renato Russo: ter bondade é ter coragem!
"O conhecimento só pode admitir como motivos o prazer e o desprazer, o proveitoso e o nocivo: mas como se arrumarão esses motivos com o senso de verdade? Pois eles também se ligam a erros (na medida em que, como foi dito, a inclinação e a aversão, e suas injustas medições, determinam essencialmente nosso prazer e desprazer). Toda a vida humana está profundamente embebida na inverdade: o indivíduo não pode retirá-la de tal poço sem irritar-se com seu passado por profundas razões, sem achar descabidos os seus motivos presentes, como os da honra, e sem opor zombaria e desdém às paixões que impelem ao futuro e a uma felicidade neste." (Nietzsche, 2001)
"Simultânea à preocupação da solidariedade, havia no autor o anseio de uma estabilidade fundamental de todas as coisas que neutralizasse toda forma de concorrência entre os homens e reorientasse as energias daí tiradas no sentidos de um convívio mais íntimo, profundo e simpático com a natureza, seus frutos e seus filhos." (Sevcenko)
"O que entendemos ser mais relevante não é a crise em si, nem receitas ou previsões, mas sim como vamos (todos) enfretá-la e o que aprenderemos com isso." (Leonardo Barém Leite)
"Estamos vivendo um momento histórico de amplas liberdades políticas, mas ainda não conseguimos aparelhar os meios adequados à efetivação da promessa da Constituição, quando, no Preâmbulo, propõe-se a instituir um Estado Democrático." (José Afonso da Silva - Revista Prática Jurídica)
"E mergulho fundo na minha infância. A infância, esse grande território de onde todos saímos! Pois donde sou eu? Sou da minha infância. Sou da minha infância como se é de um país..."

(O Piloto de Guerra, Saint-Exupéry)
Coragem, às vezes, é desapego. 

Caio Fernando Abreu
Coisas assim, algumas ferem, mesmo essas que são bonitas.

Caio Fernando Abreu
Tem coisas que a gente não perde, se livra!

 Tati Bernardi
— Acho que o importante é fazer diferença — disse ela. — Mudar alguma coisa, sabe?


— Você está falando de “mudar o mundo”?

— Não o mundo inteiro. Só um pouquinho ao nosso redor.


(Trecho do livro Um dia de David Nicholls)