Pesquisa Google

30 de dez de 2009





Natureza deusa do viver
A beleza pura do nascer
Uma flor brilhando à luz do sol
Pescador entre o mar e o anzol

Pensamento tão livre quanto o céu
Imagino um barco de papel
Indo embora pra não mais voltar
Tendo como guia Iemanjá



"Somos o produto de nossas ações e a raiz da nossa consciência."

Chris Herrmann


Se a vida passa sem você, está na hora de mudar.
Ninguém deve viver nesse mundo sem realmente viver. Ficar na platéia da vida pode ser bem entediante, ainda que a encenação que se desenrola lá no palco seja repleta de ação e coisas inusitadas.
Seguindo a metáfora dessa tirinha genial, eu prefiro ser abelha e sair voando, do que ser humana e ficar sentada observando os atores e as cenas acontecerem em torno de mim. Por mais belos que sejam...
Chega né?
Mãos à obra!

Tirinha 'Quase Nada', publicada na Folha Ilustrada, por Fábio Moon e Gabriel Bá
Falar de si mesmo, e do mundo, é uma tarefa árdua.
Por isso há aqueles que, como eu, escrevem...
― Nada, mãe. Não foi nada. Deu saudade, só isso. De repente, me deu tanta saudade. Da senhora, de tudo.

C.F.A
Esse é um dos meus piores defeitos: ficar triste por não ser reconhecida.

29 de dez de 2009

http://www.youtube.com/watch?v=acvIVA9-FMQ

They don't know how long it takes
Waiting for a love like this
Every time we say goodbye
I wish we had one more kiss
I wait for you I promise you, I will





Boy I hear you in my dreams
I feel you whisper across the sea
I keep you with me in my heart
You make it easier when life gets hard



28 de dez de 2009








"Eu só queria que você soubesse do muito amor e ternura que eu tinha — e tenho — pra você. Acho que é bom a gente saber que existe desse jeito em alguém, como você existe em mim".
 
Caio Fernando Abreu

21 de dez de 2009




E assim, alegremente, continuamos aquela parte pequena e perfeita de nossa eternidade.
 
Amanhecer, Stephenie Meyer
"Edward" Bella disse. eu congelei, encarando seus olhos fechados. ela tinha acordado, me visto aqui? ela parecia adormecida, mas sua voz tinha sido tão clara… ela suspirou calmamente, então se moveu inquieta outra vez, rolando de lado - ainda dormindo e sonhando.
"Edward" ela murmurou suavemente. ela estava sonhando comigo.

      um coração morto, gelado, podia bater de novo? Parecia que o meu podia.


midnight sun/sol da meia noite, cap 5


"Pude ver isso em seus olhos, que você sinceramente acreditou que eu não a queria mais. A idéia mais absurda e mais ridícula... Como se houvesse algum modo de eu existir sem precisar de você."

Lua Nova, Cap. 23, Pág. 404.

minha vida era a meia-noite



sem mudanças, sem fim. Deveria, por necessidade, sempre ser a meia-noite para mim. Então como era possível que o sol estivesse nascendo agora, bem no meio da meia-noite?

Midnight sun



O amor é irracional, lembrei a mim mesma. Quanto mais você ama alguém, menos tudo faz sentido.
Lua Nova, página 272.

Eu sabia que nós dois corríamos um risco mortal. Mesmo assim eu me sentia bem, inteira. Pude sentir meu coração batendo no peito, o sangue correndo quente e rápido por minhas veias de novo. Pude sentir o doce aroma que vinha da pele dele. Eu estava perfeita. Não curada, mas como se nunca tivesse havido ferida.




 - E então o leão se apaixona pelo cordeiro.. - ele murmurou.

Eu escondi meus olhos pra não mostrar
o quanto eles haviam ficado felizes com a palavra.


- Que cordeiro idiota - eu suspirei.

- Que leão doentio e masoquista.


Stephenie Meyer - Crepúsculo




20 de dez de 2009

De repente toda mágica se acabou



Vai dizer que nossas preces não alcançaram o céu?
Coração, que ainda vem me perguntar o que aconteceu
Conta se seu rosto por acaso ainda tem o gosto meu

A bailarina e o soldado de chumbo - O Teatro Mágico